O quanto se deve descer para chegar ao Mar Morto? Cerca de 400 metros abaixo do nível do mar. Qual a profundidade deste lago salgado? Quase a mesma (na sua parte norte). Fascinante? Absolutamente! Todos os detalhes sobre o Mar Morto são fascinantes.

Aqui estão mais alguns fatos: O Mar Morto é o ponto mais baixo da Terra (417 metros abaixo do nível do mar, para ser exato). A quantidade de água que evapora dele é maior que a água que entra, ou seja, é o corpo de água com a maior concentração de sal no mundo (340 gramas por litro de água).

É chamado de Mar Morto porque a sua salinidade evita a existência de qualquer forma de vida no lago. Este sal, por outro lado, fornece um alívio imenso para muitos visitantes enfermos que vêm regularmente para se beneficiarem das suas características de cura. Tudo isso e muito mais tornam o Mar Morto tão fascinante, tão diferente e tão interessante.

O Mar Morto também pode ser chamado de “o SPA de saúde mais baixo no mundo.” Os sais do mar são produzidos na parte sul para a indústria, e na parte norte para promover o turismo e a boa saúde. A composição dos sais e dos minerais na água é o que a torna tão especial e beneficial para o corpo.

Seu leito também tem depósitos de lama negra, que é fácil de espalhar no corpo e fornece minerais nutritivos para a pele. E se isso não fosse o suficiente, o brometo no ar também é beneficial para os sistemas do corpo, e assim torna o Mar Morto um fornecedor de boa saúde e cura para as pessoas do mundo todo que passam lá as suas férias.

Este é realmente um tesouro nacional incomensurável. A costa ocidental (dentro das fronteiras de Israel) está cheia de praias organizadas e áreas de banhos que fornecem um acesso conveniente à água. Além das duas praias terapêuticas (Neve Zohar e Ein Bokek), foram estabelecidos grandes centros de turismo fornecendo serviços aos turistas que são puro prazer.
É possível encontrar dezenas de hotéis, albergues e pensões, restaurantes e centros comerciais, além de iniciativas surpreendentes de turismo que oferecem uma grande variedade de atividades aventureiras (excursões de jipe e de bicicleta, em camelos, hospitalidade beduína, rapel e muito mais), além de atividades artísticas e culturais (galerias e estúdios de artistas) e, é claro, a agricultura exclusiva, adaptada ao clima local.

O Mar Morto se encontra na extremidade do Deserto da Judeia, uma região quente e estéril, aos pés do precipício Ha-He’etekim, que se tornou um centro importante de turismo desértico. O litoral tem várias fontes de água cercadas por uma flora selvagem. A combinação especial que formou-se neste lugar, entre paisagens desérticas e oásis com água em abundância, plantas e animais, atrai tanto o olho quanto o coração, e atrai muitos turistas para localizações como o Monte Sdom,o Nachal Darga, a reserva natural de Ein Gedi e a reserva de Einot Tsukim (Ein Fashcha).

Ao lado destes sítios naturais fascinantes, há também alguns sítios puramente históricos, de considerável importância para o passado de Israel, que preservam o charme antigo desta área. Entre os sítios mais proeminentes se encontram a fortaleza de Massada, Ein Gedi antiga e o sítio da caverna de Qumran onde pergaminhos antigos foram encontrados, incluindo os Pergaminhos do Mar Morto, que ajudaram a compreender melhor os primeiros tempos do cristianismo e a seita dos essênios que viveu neste sítio e é considerada o princípio do monoteísmo cristão.