O Museu Soumaya (em espanhol, Museo Soumaya) é um museu de arte localizado na Cidade do México, capital do país homônimo. É uma instituição cultural privada, sem fins lucrativos, fundada em 1994 e vinculada à Fundação Carlos Slim. Ocupa dois espaços distintos: um edifício de importância histórica na Plaza Loreto, na região sul da cidade, e a nova sede, projetada por Fernando Romero e inaugurada em 2011, na Plaza Carso, região norte. O nome do museu é uma homenagem a Soumaya Domit, esposa do fundador, Carlos Slim, falecida em 1999.

O museu abriga um acervo com mais de 60.000 peças, composto por coleções de artes plásticas, artes decorativas, documentos históricos, relíquias religiosas e numismática, cobrindo o período que vai do século XV aos dias de hoje, abrangendo sobretudo a produção artístico-cultural do México, da América Latina e da Europa. É um dos mais destacados acervos desse tipo no continente. Particularmente relevante é a coleção de 380 esculturas de Auguste Rodin, a segunda maior do mundo, além do conjunto de retratos, paisagens e pinturas religiosas do barroco novo-hispano.

No âmbito da difusão cultural e do ensino de arte, o museu atua organizando exposições permanentes e temporárias, editando catálogos e publicações próprias, promovendo conferências e seções de cinema e disponibilizando uma programação cultural permanente. É equipado com uma biblioteca, auditório com 350 lugares, ateliê e espaços para atuação didática.