O grande canal de Veneza, lugar incomum, onde pode desfrutar das actividades comerciais e turísticas do local, gôndolas, vaporetto para os transportes públicos, os táxis da água, etc. Ao longo do caminho pelo canal pode-se desfrutar de Igrejas, palácios, de grande beleza.
O Grande Canal forma a maior via aquática de tráfego da cidade. O transporte público é provido por meio de vaporetti e táxis aquáticos.

Cortando a maior parte da cidade, tem seu “início” na laguna perto da estação de trens, fazendo uma curva em forma de grande “S” pelos distritos centrais, os sestieri, e termina junto à Basílica de Santa Maria della Salute, próximo à Piazza San Marco. Tem uma profundidade média de cinco metros.

Embora hoje seja possível cruzar a cidade a pé – carros, bicicletas, skates e afins são proibidos -, os venezianos ainda dependem muito das embarcações como meio de transporte. Além das tradicionais gôndolas, circulam pelos canais barcos particulares a motor ou a remo e o vaporetto, uma espécie de ônibus aquático

? Enchentes são comuns na cidade, principalmente nos últimos cem anos, em que a cidade afundou quase 23 centímetros: 7,5 cm em função da elevação do nível das águas e mais de 15 cm em razão da compressão natural do solo somada à exploração de poços artesianos. Quando a maré sobe mais de 80 cm, locais mais baixos, como a praça San Marco, alagam.