É um dos projetos de renovação urbana mais bem-sucedidos do mundo, feito em menos de duas décadas. Abriga alguns dos maiores arranha céus argentinos, além de diversos monumentos, como a Puente de la Mujer (Ponte das Mulheres) do arquiteto espanhol Santiago Calatrava e a Fragata Presidente Sarmiento, o primeiro navio da Argentina que atualmente é utilizado como museu.
Desde 2000 inúmeros arranha-céus residenciais de até 50 andares foram construídos de frente para o Rio de la Plata. Estes incluem: El Mirador de Puerto Madero Towers, Towers Renoir, El Faro Towers, Torre de Chateau Puerto Madero e Torres Mulieris entre outros. Escritórios e hotéis também estão sendo construídos, como a sede da Repsol YPF e da Conrad Buenos Aires Hotel & Resort, cuja construção está prevista para começar no final de 2008 e conclusão prevista para finais de 2010.
Os aumentos dos preços dos imóveis têm gerado interesses aos investidores estrangeiros, o que torna Madero o bairro mais caro e exclusivo da cidade. É uma área muito visitada por turistas, possui três hotéis de cinco estrelas, são: o Hilton Buenos Aires, o Faena Hotel e o Hotel Madero (antigo Sofitel), há também extensas áreas verdes dedicadas ao lazer, o Parque Natural Costanera Sur e a Reserva Ecológica.
Inaugurado em 2007 o Tranvía del Este ou “Puerto Madero Tramway” é uma línha férrea de 2 km que corta o bairro. No entanto, ainda não está ligada ao trânsito da cidade, restrita à região. Poucas linhas de ônibus percorrem o mesmo e não possui estações de metrô.