Veneza é um dos destinos turísticos mais importantes do mundo pela sua arte e arquitetura. A cidade recebe cerca de 50 mil turistas por dia (estimativa 2007). Em 2006, foi classificado como o 28º lugar mais visitado do mundo, com 2,9 milhões de visitantes internacionais naquele ano. A cidade é considerada como uma das mais belas do mundo.
O turismo é um setor importante da economia veneziana desde o século XVIII, quando a cidade era um importante centro para o Grand Tour, com a sua arquitetura bonita e singular,além de seu rico patrimônio cultural, musical e artístico. No século XIX, tornou-se um centro de moda para os ricos e famosos, que muitas vezes ficavam ou jantavam em estabelecimentos de luxo, como o Hotel Danieli e o Caffè Florian. A cidade continuou sendo um polo da moda até o início do século XX. Na década de 1980, o Carnaval de Veneza foi reavivado e a cidade tornou-se um grande centro de conferências e festivais internacionais, como a prestigiada Bienal de Veneza e o Festival de Veneza, que atraem visitantes de todo o mundo por suas produções teatrais, culturais, cinematográficas, artísticas e musicais.
Existem inúmeras atrações em Veneza, como a Basílica de São Marcos, o Grande Canal e a Praça de São Marcos. O Lido di Venezia é também um destino de luxo internacional popular, atraindo milhares de atores, críticos, celebridades e principalmente pessoas da indústria cinematográfica. A cidade também depende muito do negócio de navios de cruzeiro. O Comité de Cruzeiro de Veneza estimou que os passageiros de navio de cruzeiro gastam mais de 150 milhões de euros anualmente na cidade.
No entanto, a popularidade de Veneza como um importante destino turístico a nível mundial tem causado vários problemas, incluindo o fato de que a cidade pode ficar superpovoada em alguns períodos do ano. É considerada por alguns como uma armadilha para turistas e por outros como um “museu vivo”. Ao contrário da maioria dos outros lugares na Europa Ocidental, e do mundo, Veneza tornou-se amplamente conhecida por sua decadência elegante. A competição entre estrangeiros para comprar casas em Veneza tem feito os preços subirem tanto que vários habitantes da cidade foram forçados a se deslocar para áreas mais acessíveis da Itália.